Home

Sentir dores musculares na gravidez é normal?

Sentir dores musculares na gravidez é normal

Sentir dores musculares na gravidez é normal embora muito desconfortável

A gravidez é uma fase única na vida de uma mulher, acarretando uma grande dose de alegria para a futura mãe e para o seu companheiro ou companheira.

Mas também é uma etapa de significativas alterações hormonais, emocionais e corporais, suscitando, por vezes, alguns desconfortos e problemas sérios a algumas mulheres.

As dores musculares são um desses sinais de desconforto que tantas vezes se associa a uma gravidez. E, embora altamente incómodas e, em certas situações, condicionantes, não envolvem, habitualmente, problemas de maior. São comuns e vulgares.

 

 

Dores musculares mais frequentes na gravidez

As pernas e as costas são as áreas mais vulgarmente afectadas, no domínio das dores musculares sentidas durante a gestação de uma criança. E as explicações para tal são bastante evidentes. O aumento de peso verificado durante uma gravidez proporciona um aumento da pressão sobre os membros inferiores, promovendo ainda o desequilíbrio da zona lombar e da coluna vertebral.

As dores de costas, tão costumeiras entre as grávidas, são reflexo do peso maior que a coluna vertebral se vê obrigada a suportar. Dependendo da estrutura da mulher e do grau de aumento de peso que se verifique durante a gravidez, estas dores musculares poderão manifestar-se com maior ou menor intensidade, especialmente ao nível das zonas lombar e cervical.

Ao nível das pernas nota-se o mesmo problema, advindo do aumento de peso, particularmente quando as grávidas têm que passar várias horas sentadas, na mesma posição, ou em pé, no âmbito das suas actividades profissionais. Há situações em que as mulheres apresentam problemas de circulação sanguínea intensos, o que provoca o inchamento das pernas e dos pés, aumentando a possibilidade de se sentirem dores musculares na área.

Há ainda que considerar as dores musculares abdominais que aumentam de intensidade à medida que a gravidez evolui, notando-se especialmente nos últimos meses de gravidez, por causa do aumento assinalável da barriga e da sustentação do peso do bebé. Quando as mulheres não estão habituadas a uma actividade física regular, apresentando uma musculatura local mais fragilizada, terão mais possibilidades de sofrer com este tipo de dores musculares.

A pélvis é outra zona que fica mais fragilizada, não apenas pelo peso mais elevado que sustenta, mas porque o corpo sofre alterações hormonais no sentido de preparar o momento do parto, provocando o amolecimento das articulações nesse sentido. A pelve e a virilha vão assim ressentir-se e ficar mais atreitas a dores musculares.

Truques e dicas para minimizar as dores de grávida

Encarar uma gravidez, hoje em dia, é muito mais fácil do que há uns anos, quando se tratava desta fase de tanta felicidade na vida de uma mulher como uma doença. A mudança de mentalidade permite a muitas mulheres grávidas viverem esta fase quase sem sintomas negativos. Mas quando eles aparecem, nomeadamente as dores musculares, pode-se lidar com o problema no sentido de amenizar o desconforto. Ora siga estas dicas nesse sentido…

Coma adequadamente

Não siga a máxima já totalmente ultrapassada de que, quando se está grávida, é preciso comer por dois. É importante que não se deixe cair em excessos, nomeadamente em termos de sal e de açúcar. Deve manter uma alimentação cuidada, diversificada, rica em cálcio, em vegetais e fruta. Fuja das gorduras, que aumentam a possibilidade de sofrer de azia, mas não deixe de consumir proteínas, nem hidratos de carbono, pois serão essenciais para o desenvolvimento do seu bebé.

Mantenha uma vida activa e saudável

A prática desportiva durante a gravidez não é proibida, embora ainda haja quem assim pense. É conveniente, todavia, que não exagere! E é recomendável que consulte um médico antes de iniciar qualquer tipo de exercício, para perceber qual será o mais aconselhável para si, a fim de não pôr em causa a sua gravidez. Fazer caminhadas ou praticar natação são algumas das actividades que praticamente todas as grávidas podem fazer sem problemas.

E urge que evite as más posturas, designadamente durante o sono. Convém que durma bem, de forma deveras repousante e tranquilizadora, sem promover qualquer tipo de tensão muscular no corpo.

Dr. Fabrício Almeida

Artigo revisto em 24-11-2014 por Dr. Fabrício Almeida, Ortopedista na Clínica do Arcos.

 

Qualquer imprecisão, incorreção ou adenda a esse artigo devem ser comunicados atráves dessa página.


Patrocínios

O que achou do artigo?