Home

Dores de cabeça e a relação com a tensão muscular

Dores de cabeça e a tensão muscular

Dores de cabeça e a tensão muscular

Algumas dores de cabeça estão intrinsecamente relacionadas com problemas musculares. É o caso das chamadas cefaleias tensionais que são originadas pela tensão muscular no pescoço, nos ombros e na cabeça. Nestes casos, as dores de cabeça ocorrem de forma intermitente e moderada, surgindo na parte anterior e posterior da cabeça, ou então há uma sensação de pressão forte e de rigidez generalizada.

As cefaleias tensionais verificam-se, preferencialmente, logo de manhã, ao acordar, ou nas primeiras horas da tarde, piorando ao longo do dia. A dor pode mesmo irradiar para trás da cabeça, até à nuca e chegando aos ombros.

A tensão muscular é, muitas vezes, consequência de posturas incorrectas no dia-a-dia, designadamente no exercício de certas actividades profissionais, do stress e da ansiedade frequentes da actualidade, de factores psicológicos ou simplesmente do cansaço.

Como aliviar as dores de cabeça causadas por tensão muscular

A melhor forma de combater e de prevenir as cefaleias tensionais é perceber o que as motivou, de modo a perceber o que se deve fazer para evitar repeti-lo. Mas no imediato pode conseguir-se alívio por via de massagens suaves no pescoço, nos ombros e na cabeça. Deitar-se e relaxar são outras formas de amenizar o desconforto.

Os medicamentos analgésicos, à venda nas farmácias sem necessidade de prescrição médica, também trazem alívio temporário ao paciente, na maioria dos casos. Para as cefaleias mais agudas será preciso recorrer a analgésicos mais fortes, que contenham derivados do ópio, tais como a codeína ou a oxicodona, e que precisam de receita médica.

Contudo, é preciso ter em conta que os analgésicos só tratam de aliviar as dores, não contribuindo para resolver o problema. Assim, de forma a diminuir a tensão muscular é preciso que se intervenha de forma mais global. Fique com as dicas que lhe deixamos nesse sentido…

Dicas para reduzir e prevenir as cefaleias tensionais

  • Se trabalha consecutivamente em frente ao computador ou numa actividade que o obriga a gestos repetitivos ou a estar continuamente de pé, faça pequenas pausas para efectuar alongamentos e exercícios de relaxamento muscular.
  • Procure envolver-se em actividades que ajudem no controle e na fuga ao stress e à ansiedade. Pode fazer massagens, yoga, pilates ou simplesmente ouvir música, ler um livro, aquilo que mais se adequar à sua personalidade no sentido de encontrar um ponto de paz.
  • Pratique exercício físico regularmente de forma a fortalecer a musculatura e a promover o bem-estar pleno do seu corpo. É uma excelente forma de afastar tensões musculares.
  • Procure cuidar da sua postura, tornando-se mais consciente da posição em que coloca o seu corpo nas mais diversas situações no sentido de a corrigir, caso seja desadequada. Efectue exercícios específicos para os músculos posturais, nomeadamente o pescoço, os ombros e as costas.
  • Garanta que o seu sono é verdadeiramente repousante, assegurando-se de que o seu corpo permanece numa posição correcta. Ter um bom colchão e uma boa almofada é também importante para garantir o equilíbrio perfeito da sua coluna vertebral
Este artigo precisa de revisão por um profissional, quer fazê-lo? Comece aqui.

Patrocínios

6 Comentários

  1. Larissa says:

    Achei o artigo muito bom… A cerca de dois meses sofro com dores de cabeça que nao passam que também se irradia pro pescoço, ja fui ate no neurologista fiz a ressonancia magnetica cerebral e graças a Deus nao deu nada. So q as dores continuam. Acho q devo procurar agora um ortopedista…o q vc acha?

  2. maria says:

    gostei muito deste site…tenho ando mais que uma semana com dores de cabeça muito fortes que se estendem pelo pescoço,parece que nem tenho forca no pescoço… estou cansada de tomar medicação…que medico devo consultar??

  3. Adriana says:

    No caso, uma avaliação fisioterapêutica tbm é valida.

  4. muito bom says:

    Adorei a artigo tenho tensão sempre a tarde ,agora sei como evita-la.obrigado

O que achou do artigo?